Educação, Cultura e Comunicação, Vol. 8, No 15 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Mais respeito na propaganda brasileira, por favor! Uma análise de mais de uma década de casos julgados pelo Conselho de Autorregulamentação Publicitária envolvendo respeitabilidade

Raquel Marques Carriço Ferreira, Dhione Oliveira Santana, Jackson Souza

Resumo


Neste trabalho analisamos os quatrocentos e nove casos de denúncia da produção publicitária brasileira veiculada nos últimos onze anos (2004-2014) pelo conselho de autorregulamentação publicitária (CONAR), envolvendo respeitabilidade, a partir da análise de conteúdo, quantificando e tipificando as infrações da temática. Dessa forma, descrevemos onze tipologias de ofensas da propaganda que apontam desrespeito à decência e aos bons costumes; apelo excessivo à sensualidade; preconceito e/ou discriminação; desrespeito à questões relacionadas aos gêneros; desrespeito às práticas saudáveis de promoção e consumo; desrespeito à profissão; desrespeito à família; desrespeito à dignidade; desrespeito às religiões; desrespeito à concorrência e/ou perspicácia do consumidor e outros. Mesmo com a grande repercussão de alguns casos na sociedade, a maioria dos casos denunciados foi arquivada pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária.


Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.