Caim (2009): da relação entre Deus e os homens, e dos homens consigo mesmos – Existencialismo (?) na obra de José Saramago.

Autores

Palavras-chave:

Literatura, Existencialismo, José Saramago, Caim

Resumo

O presente ensaio tem por principal objetivo elaborar uma leitura do texto de Saramago (Caim, 2009) à luz do movimento existencialista, fazendo o levantamento dos aspetos que permitem incluí-lo nessa corrente estética. Além do estudo do protagonista e respetivo antagonista, e dos temas nele predominantes, procuraremos comparar a filosofia subjacente ao texto saramaguiano com a de outros filósofos ou escritores que se hajam ocupados das chamadas filosofias da existência, como sejam Nietzsche, Kierkegaard, Dostoiévski ou Vergílio Ferreira. Mais ainda, procuraremos demonstrar que o percurso do Existencialismo português é bem mais longo e bem mais significativo do que foi até aqui reconhecido.   

Biografia do Autor

Ariana Giselle Sanches, Universidade do Porto

Licenciada em Estudos Portugueses pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Frequenta atualmente o mestrado em Estudos Literários Culturais e Interartes na mesma instituição. Em 2021 venceu (ex aequo) a primeira edição do Prémio de Ensaio José Saramago, instituído pela Cátedra José Saramago da Universidade de Vigo.

Downloads

Publicado

2022-05-05