Memórias Coletivas: a expressão criativa de José Saramago como manifestação de imagens arquetípicas

Autores

Palavras-chave:

José Saramago, memória, imagens arquetípicas, arquétipo

Resumo

O objetivo deste trabalho é refletir, analiticamente, como as narrativas de José Saramago manifestam temáticas coletivas. Para aprofundamento e como exemplo da marca arquetípica de sua obra, elegemos seu livro As pequenas memórias. A pergunta central deste artigo é: as memórias do autor podem evocar lembranças do leitor? E ainda, se sim, como este processo acontece na contemporaneidade de uma sociedade imersa na mídia eletrônica? Consideramos que esta interligação entre as recordações do autor e do leitor se dão graças aos símbolos ou às imagens arquetípicas, temas amplamente estudados por Carl Gustav Jung. Na mídia eletrônica encontramos tais símbolos estereotipados, o que gera o que Edgar Morin denomina de Industrialização do Espírito. Realizamos durante o trabalho também uma revisão bibliográfica de autores dos Estudos da Comunicação, do Imaginário e da Psicologia Analítica. 

Biografia do Autor

Jose Luiz Balestrini Junior, UNIP

Mestrando em Comunicação e Cultura pelo PPGCOM da Universidade Paulista UNIP, São Paulo; Formado em Psicologia pela Universidade de São Paulo; Especialista em Psicologia Junguiana e membro docente do Instituto Junguiano de Ensino em Pesquisa; Especialista em Medicina Tradicional Chinesa; Membro do Grupo de Pesquisa Mídia e Estudos do Imaginário, São Paulo; Áreas de Interesse: Imaginário, Sonho, Comunicação, Mitologia, Tecnologia.

Leonardo de Souza Aloi Torres

Doutor em Comunicação e Cultura pelo PPGCOM da Universidade Paulista UNIP, São Paulo. Autor de periódicos como:  O zumbi no imaginário mediático: Zumbi e Pulsão de Morte na Sociedade Mediática (E-COMPÓS); Imaginário e Contágio Psíquico (INTEXTO); Contágio Imaginário: comoções coletivas da Grande Mãe nos rituais marianos (PAULUS).   Sobre simulacros: a (im)potencialidade arquetípica do imaginário tecnológiconuminoso da tecnologia da comunicação (MEDIAÇÃO). Capítulo de Livro: Uma Síntese das Ideias de Beltrão sobre Igreja e Jornalismo. In: José Marques de Melo, Marli dos Santos. (Org.). Mutações na Comunicação: ampliando as fronteiras do Jornalismo Luiz Beltrão. 1ed.São Bernardo do Campo: Universidade Metodista. Membro do Grupo de Pesquisa Mídia e Estudos do Imaginário, São Paulo. Foi no mestrado e doutorado agraciado com bolsa PROSUP-CAPES. Área de Interesse: Imaginário; Contágio Psíquico; Mitologia; Comunicação; Tecnologia.

Downloads

Publicado

2022-05-05