Da ficção como iluminação da História: História do Cerco de Lisboa, de José Saramago

Autores

  • Miguel Real CLEPUL - Universidade de Lisboa

Palavras-chave:

José Saramago, História do Cerco de Lisboa, Romance português, História, Ficção

Resumo

História do Cerco de Lisboa (1989) é um dos romances mais complexos de José Saramago, desdobrando-se (desenvolvendo-se) em dois tempos históricos: Idade Média, a conquista de Lisboa aos mouros em 1147 pelo primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, com a ajuda de cruzados do Norte da Europa, baseando-se em fontes coevas, cristãs e árabes, e a atualidade. Nesta, um revisor de livros, Raimundo Silva, interpõe um NÃO num ensaio académico sobre o tema, desmentindo assim o facto histórico da ajuda do exército cruzado na conquista de Lisboa. Duas histórias de amor, uma medieval, outra atual, conferem um envolvimento lírico ao romance.

Saramago intenta transmitir a mensagem de que Portugal deve contar apenas com as suas forças e os seus recursos e não ficar subordinado a forças estrangeiras.

Biografia do Autor

Miguel Real, CLEPUL - Universidade de Lisboa

Escritor e ensaísta. Autor, entre muitos outros, dos seguintes ensaios sobre José Saramago: Narração, Maravilhoso, Trágico e Sagrado em Memorial do Convento (1995) e Pessoa & Saramago (2021). No prelo, As 7 Vidas de José Saramago (Biografia, 2022). O Último Minuto na Vida de Saramago (romance, a publicar em breve). Filiação acadêmica: CLEPUL – Universidade de Lisboa.

Downloads

Publicado

2022-05-05