"Você, Reis, tem sina de andar a fugir das revoluções"

História e transficção n'O ano da morte de Ricardo Reis

Autores

Palavras-chave:

José Saramago, História, revoluções, transficção, teoria da personagem

Resumo

Em Saramago, a reflexão sobre o tema das revoluções é comumente associada a Levantado do chão, de 1980, romance que se destacou entre as publicações pós-25 de abril e que marcou o estilo pelo qual o autor passaria a ser conhecido. Esse estilo é indissociável de uma preocupação com a História, com os seus protagonistas e coadjuvantes, com a construção da memória coletiva e as suas feridas mal cicatrizadas, de modo que o referido tema reaparecerá em outras obras, inclusive a partir de uma perspectiva a princípio antirrevolucionária, como é o caso do curioso herói d’O ano da morte de Ricardo Reis, de 1984. Interessa-me neste trabalho analisar o modo como diversas revoluções são representadas na obra de Saramago, com destaque para O ano, onde elas surgem de maneira indireta, na recusa do protagonista, uma personagem transficcional, em se envolver com o seu entorno. Da Intentona Comunista de 1935, no Rio de Janeiro, à Revolta dos Marinheiros de 1936, em Lisboa, são vários os episódios históricos revolucionários que, constituindo o cenário com o qual Ricardo Reis será confrontado, vão afirmar a necessidade de agir perante os chamados espetáculos do mundo. A narrativa em questão, bem anterior à Revolução dos Cravos, não deixará de apontar para ela e desejá-la, jogando com tempos, Histórias e intertextos e lembrando que aquela “terra espera” outro desfecho.

Biografia do Autor

Sara Grünhagen, Sorbonne Nouvelle - Paris 3

Licenciada em Letras pela Universidade Federal do Paraná e mestre em Literatura Portuguesa pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Em 2021 concluiu, na Université Sorbonne Nouvelle, em cotutela com a Universidade de Coimbra, um doutoramento sobre José Saramago. É membro do Centre de recherches sur les pays lusophones (Crepal) e do Centro de Literatura Portuguesa (Universidade de Coimbra). Atualmente leciona na Sorbonne Nouvelle.

Downloads

Publicado

2022-05-05