Do riso à crítica: análise dos memes sobre o Projeto Jaíba

Autores

Palavras-chave:

Meme, Projeto Jaíba, Enquadramento, Agricultura Familiar

Resumo

Este artigo analisa memes que retratam críticas sobre o Projeto Jaíba, maior projeto público de irrigação em linha contínua da América Latina. As peças foram selecionadas nas páginas do Facebook “Jaíba Mil Grau” e “South Projeto Jaíba Memes”, com corpus formado por 47 peças que foram analisadas a partir da combinação entre a análise de conteúdo de Bardin (1997) e a análise de quadros de Goffman (1974). Além disso, buscou-se dialogar com dados socioeconômicos e pesquisas acadêmicas a fim de comparar os resultados encontrados. As críticas identificadas nos memes apontam para fragilidades socioeconômicas enquadradas em infraestrutura física (ruas, lazer, hospital, escola); educação (curso superior e oportunidades profissionais) e violência (escolas, festas, ruas). A análise dos memes nos leva a questionar o porquê da falta de investimentos na qualidade de vida das famílias e em que medida isso pode contribuir para aspectos, como: o êxodo rural, a migração de jovens para os centros urbanos, o aumento da violência e a falta de profissionais qualificados.

Biografia do Autor

Angelina Moreira Melo, Universidade Federal de Viçosa

Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de São João Del-Rei (2018), mestra em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) (2020), Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Extensão Rural da UFV.

Ivonete da Silva Lopes, Universidade Federal de Viçosa

Graduada em Comunicação Social/Jornalismo, mestrado e Doutorado em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (2014). Professora adjunta na Universidade Federal de Viçosa (UFV), líder do grupo de pesquisa Meios - Comunicação, Instituições e Interações Sociais e pesquisadora do GT Economía política de la información, la comunicación y la cultura doConselho Latino-americano de Ciências Sociais (Clacso). ORCID: https://orcid.org/0000-0001-5162-4719  Lattes: http://lattes.cnpq.br/3413575765191115

Nathália Thaís Cosmo da Silva, Universidade Federal de Viçosa

Doutora pelo Programa de Ingeniería para el Desarrollo Rural na Universidad de Santiago de Compostela (2017) com apoio da Capes na concessão de bolsas da categoria Doutorado Pleno no Exterior. Mestre em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa (2012). Graduada em Gestão de Cooperativas pela Universidade Federal de Viçosa (2009). Professora adjunta da Universidade Federal de Viçosa. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-6630-796X Lattes: http://lattes.cnpq.br/3358230601112771

Downloads

Publicado

2022-07-01

Edição

Seção

Artigos