Alfabetização de alunos com TEA

a centralidade nas diferenças e potencialidades do sujeito.

Autores

Palavras-chave:

Transtorno do Espectro Autista (TEA), Alfabetização, Inclusão

Resumo

Alfabetizar alunos com Transtorno do Espectro Autista é complexo. Este artigo intenciona contribuir para clarificar aspectos desta etapa. Dados e análises advém de pesquisa com a questão norteadora “quais concepções de alfabetização embasam as práticas docentes dos alfabetizadores de alunos com TEA na escola regular?”. Pautou-se em abordagem qualitativa, estudo de caso e a coleta de dados, entrevistas semiestruturadas e observação sistemática das práticas docentes. O referencial teórico foi embasado principalmente em Vygotsky e em Serra (2018). Os resultados evidenciam que ainda há um longo caminho a ser percorrido para que a alfabetização desses alunos se efetive, visto que são grandes as dificuldades das professoras, sobretudo em relação às suas concepções, conhecimento de métodos de alfabetização e sobre o TEA. Entretanto, foi possível verificar a presença, através da professora da Sala de Recursos Multifuncionais (SRM), a utilização de método e busca de sistematização de procedimentos nesse processo.

Biografia do Autor

Izabel Cristina Araujo Almeida, Universidade Estadual de Feira de Santana - BA

Mestrado em Educação PPGE - Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS. Graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS (2008), Especialização em Gestão, Coordenação e Orientação Educacional pela Faculdade Católica de Ciências Econômicas da Bahia - FACCEBA (2010), Especialização em Psicopedagogia: Institucional, Clínica e Hospitalar pela Faculdade Visconde de Cairu - FAVIC (2012). Atuou como professora, coordenadora e diretora em escolas da rede privada de ensino. Atualmente atua como Psicopedagoga Clínica e Institucional em Feira de Santana. Pesquisadora voluntária do GEPEE - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Especial da Universidade Estadual de Feira de Santana. ID ORCID 0000-0016025-0034, http://lattes.cnpq.br/0245952431176162

Solange Lucas Ribeiro, Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS - (BA)

Possui doutorado em Educação pela Universidad Del Mar/Chile (2011), Mestrado em Educação Especial pela Universidade Estadual de Feira de Santana/BA em convênio com o Centro de Referência Latinoamericano para Educação Especial/Cuba (2002),Graduação em Geografia pela Universidade Federal da Bahia (1971). Atualmente é professora titular do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana/BA, atuando na graduação e na pós-graduação. É Professora do Mestrado Acadêmico em Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana. É membro do Grupo de Estudos e Pequisa em Educação Especial (GEPEE) e pesquisadora nas áreas de educação inclusiva, ensino de Geografia e cartografia tátil, com publicações nessas áreas.

Downloads

Publicado

2022-07-01

Edição

Seção

Artigos