A subjetividade de estudantes com deficiência em cursos técnicos na perspectiva de González Rey

Autores

Palavras-chave:

Educação Profissional, Deficiência, Subjetividade

Resumo

O artigo apresenta um recorte de pesquisa que analisou a configuração de sentidos subjetivos de estudantes com deficiência no que tange à escolarização em cursos técnicos integrados ao ensino médio. Incialmente, o texto contextualiza a inclusão e a exclusão na escola e no trabalho, aspectos que perpassam a perspectiva inclusiva na modalidade integrada da educação profissional de nível médio, e apresenta a subjetividade compreendida por González Rey, aporte teórico utilizado nesta pesquisa. Participaram do estudo quatro estudantes com deficiência matriculados em diferentes cursos técnicos integrados ao ensino médio de uma unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS). Com a proposta da Epistemologia Qualitativa, o momento de construção da informação com cada participante, realizado de forma on-line, foi constituído de uma entrevista com perguntas abertas e fechadas, um diálogo mediado por fotografias e uma entrevista com perguntas abertas. A interpretação das falas dos participantes revelou as emoções e as produções simbólicas vivenciadas na escola e a perspectiva de ingresso no mundo do trabalho. Compreende-se a subjetividade humana de forma relacional, em que os sujeitos em suas interações com os outros e os espaços sociais produzem sentidos subjetivos, os quais, nos participantes da pesquisa, evidenciam as faces da inclusão e exclusão vividas pelas pessoas com deficiência na escola e na sociedade.

Biografia do Autor

Louise Dall Agnol, IFRS

Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Caxias do Sul (2011), especialização em Psicoterapia Cognitivo-Comportamental pela WP Centro de Psicoterapia Cognitivo-Comportamental (2013) e mestrado em Educação pela Universidade de Caxias do Sul (2020). Atualmente, é psicóloga no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul.

Claudia Alquati Bisol, Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, RS, Brasil

Possui graduação em PSICOLOGIA pela Universidade de Caxias do Sul (1995), mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999) e doutorado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008). Atualmente, é professora adjunta do Curso de Psicologia, do Mestrado Profissional em Psicologia e do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado) da Universidade de Caxias do Sul. Participa do Grupo de Pesquisa Laboratório de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (LaVia). É co-criadora do Objeto de Aprendizagem para Inclusão ProIncluir (http://www.proincluir.org). Coordena o Serviço de Psicologia Aplicada (SEPA).

Downloads

Publicado

2022-07-01

Edição

Seção

Artigos