Historicidades mediadas em disputa: o empreendimento político de Brasil Paralelo e a ditadura militar

Autores

Palavras-chave:

Historicidades mediadas, Brasil Paralelo, Ditadura Militar

Resumo

Partindo do princípio de que a história está em disputa e sobre ela uma série de agentes e instituições atuam para legitimar as (suas) verdades sobre os acontecimentos no tempo, o presente artigo tem como objetivo problematizar os recentes embates travados em torno da ditadura militar brasileira, tomando como foco o caso da produtora de conteúdo Brasil Paralelo. Procuramos analisar como as narrativas sobre o período vêm se reconfigurando conflituosamente a partir da inserção deste agente político num cenário onde a história e a memória da/sobre a ditadura acabam deliberadamente por se confluir e confundir. Com isso propomos discutir e diagnosticar de que forma as historicidades mediadas por Brasil Paralelo circunscrevem uma ideologia particular que, entre “mitos” e “verdades”, revisam e até mesmo negam aspectos referentes à historiografia do período, atuando no presente a partir de um empreendimento político bastante evidente

Biografia do Autor

André Bonsanto, Universidade Federal de Goiás - UFG

Professor Visitante no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Goiás (PPGCOM-UFG). Realizou Pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais e Humanas (PPGCISH) da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN. Doutor em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense – UFF e Mestre em Comunicação pela Universidade Federal do Paraná – UFPR. Foi analista de Pesquisa da Comissão Nacional da Verdade.

Downloads

Publicado

2022-07-01

Edição

Seção

Artigos