Literacias e Juventudes

Competências socioculturais para o século XXI

Autores

Palavras-chave:

Comunicação, Consumo, Juventudes, Literacias, Riscos Digitais

Resumo

A vida contemporânea na sociedade em rede provoca adaptações na maneira com que os sujeitos interagem, consumem, criam e compartilham informações. Este texto é uma reflexão em curso sobre o conceito de literacia e seus desdobramentos: informacional, midiático e digital, utilizando-se da pesquisa bibliográfica como principal método. Em um segundo momento, é realizado uma problematização da juventude enquanto categoria social, para que em seguida possamos apresentar os riscos sofridos pelos jovens a partir da sociabilidade digital, trazendo para como exemplos de aplicação da literacia digital a partir de dois cases: o aplicativo do Governo Brasileiro e da Unicef, no combate as violências, e do site da SaferNet. A partir deste diálogo acredita-se que as literacias sejam formas de compreender e incorporar diferentes competências para leituras do mundo contemporâneo.

Biografia do Autor

Rômulo Tondo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGCOM/UFRGS). Mestre em Comunicação (UFSM/2016); Graduado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo (UFSM/2012) e Especialista em Políticas e Intervenção em Violência Intrafamiliar (Unipampa/2014). Integrante do grupo de pesquisa Comunicação e Práticas Culturais (UFRGS/CNPq). 

Downloads

Publicado

2021-07-01

Edição

Seção

Artigos