Formação de professores de Sociologia por EaD

Observações de um Projeto Político de Curso

Autores

Palavras-chave:

Educação à Distância, Docência, Sociologia

Resumo

O presente texto busca fazer considerações sobre o Projeto Político Pedagógico da licenciatura em Sociologia da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) na formação de seus alunos em relação às especificidades da área e da modalidade de Educação a Distância (EaD). Nosso interesse é encontrar no documento as potencialidades apontadas pela instituição com a implementação do curso nessa modalidade, assim como a preocupação de garantir os preceitos fundamentais de uma formação íntegra para a atuação na Sociologia. Para isso, analisaremos o Projeto Pedagógico do Curso (PPC) de Licenciatura em Sociologia, na modalidade EaD, pela UNIFAP. Para iniciarmos as discussões, faremos uma seção contextual da implementação da EaD no Brasil e outra sobre a formação do professor de Sociologia. Após a análise do documento, seguimos com as conclusões do presente texto.

Biografia do Autor

Matheus Felipe Silva, Instituto Agostiniano de Filosofia IAF e Universidade Estadual Paulista UNESP

Prof. Me. Matheus Felipe Silva: Professor no Instituto Agostiniano de Filosofia (IAF) de Franca/SP. Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNESP/Araraquara. Mestre pelo mesmo programa e instituição. Especialista em Ensino de Sociologia no Ensino Médio pela UFSJ. Licenciado e bacharel em Ciências Sociais pela UNESP/Araraquara. Lattes: <http://lattes.cnpq.br/6886984341954243>. Orcid: <https://orcid.org/0000-0003-3914-5031>. Email: matheusfsilva.90@gmail.com

Mayara Mayumi Sataka, UNESP

Professora de Espanhol e Português para Estrangeiros no Laboratório de Línguas (LabLin), da UNESP, câmpus Botucatu. Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da UNESP/Araraquara. Mestra pelo mesmo programa e instituição. Licenciada e bacharela em Letras (Português/Espanhol).

Downloads

Publicado

2021-07-01

Edição

Seção

Artigos