Jornalismo para tablet

Mapeando as apropriações do Zero Hora e Diário do Nordeste

Autores

Palavras-chave:

Tabletjornalismo, Rotinas de produção, Jornalismo Móvel, Mobilidade

Resumo

O desenvolvimento de versões jornalísticas para tablets tem gerado transformações nas rotinas produtivas. Este artigo tem como objetivo mapear a produção no jornal Zero Hora e no Diário do Nordeste. Como metodologia de pesquisa, utilizamos o estudo de caso (Yin, 2005), com observações diretas in loco e entrevistas estruturadas e semiestruturadas. Entre os resultados, percebemos que as rotinas de produção, dependendo da organização da redação, a produção de produtos jornalísticos pode ser alterada.  Podemos identificar também que somente aplicativos autóctones exploram as potencialidades do suporte. É preciso ter uma equipe pensando e produzindo conteúdo que esteja adequado ao formato.

Biografia do Autor

Alberto Marques, Universidade Católica de Brasília

Professor do Mestrado em Inovação em Comunicação e Economia Criativa da Universidade Católica de Brasília (UCB). Tem interesse em assuntos relacionados à cibercultura e inovação, com foco em comunicação organizacional, comunicação pública e jornalismo digital. É doutor em comunicação pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade de Brasília, com estágio de doutoramento no exterior (bolsa sanduíche Capes) no Departamento de comunicação da Universidade da Beira Interior (UBI - Portugal). Editor da Revista Comunicologia. 

Thais de Mendonça Jorge, Universidade de Brasília

Post-Doctorate Fellow na Universidade da Beira Interior (Portugal) pelo convênio Universidade de Brasília/ UBI. Doutora em Comunicação e mestra em Ciência Política pela UnB. Estância Pós-Doutoral na Universidade de Navarra (Espanha, 2009-10). Graduação em Comunicação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Foi professora na Universidade Federal Fluminense e atualmente é professora da Faculdade de Comunicação/ UnB.

Robson Dias

Doutor (2013), Mestre (2008), Jornalista (2002) e Relações Públicas (2016). Ênfase em pesquisa sobre Comunicação Organizacional, Legislação em Comunicação e estratégias corporativas de se pautar a mídia. Atuação multidisciplinar em Jornalismo, Assessoria de Imprensa, Docência, Pesquisa, com performance no Sistema Financeiro (Escrituração Contábil e Bancária), no Sistema Educacional (IESB, UCB, UnB, Cespe, INEP, ENEM, ENADE), no cenário de C&T (Capes, CNPq, FAPDF) e em Gestão Pública (Licitações e Contratos), no âmbito distrital e federal (BRB, MPOG e Comprasnet). Membro de júri frequente em premiações nacionais de: Jornalismo e reportagem (CNBB); Comunicação Organizacional no Poder Judiciário (FNCJ); pesquisa e extensão (EXPOCOM / INTERCOM).

Downloads

Publicado

2021-07-01

Edição

Seção

Artigos