Paradoxo da privacidade na Amazônia

Como usuários de smartphone cuidam de sua privacidade e segurança on-line

Autores

Palavras-chave:

informação, telefonia movel, sistema de informação, Amazônia, tecnologia

Resumo

A popularização dos smartphones tem evoluído bastante nas primeiras décadas do século XXI, o que gerou também a oportunidade mercadológica para o uso deste tipo de equipamento para o entretenimento, o objetivo deste artigo é realizar um levantamento do comportamento dos gamers de smartphones do Estado do Pará na preservação da privacidade de seus dados e sua segurança on-line, sendo que a metodologia da pesquisa foi baseada no modelo netnográfico aplicados em redes sociais, especificamente em grupo de gamers de jogos online, o resultado evidenciou a existência do paradoxo da privacidade nestes grupos de usuários de smartphones uma vez que 30% jogam por mais de 3 horas diárias e 77% não utiliza aplicativo de análise estática e 10% dos respondentes armazenam senhas no smartphone sem qualquer criptografia, sendo assim pode-se concluir que o paradoxo da privacidade é uma ação que ocorre concomitante entre o saber o que deve ser feito e realmente realizar a ação, mesmo sabendo que a omissão poderá acarretar sérios problemas futuros na preservação da informações pessoais.

Biografia do Autor

Hinton Bentes, Instituto de Estudos Sustentáveis e Tecnológicos da Amazônia

Administrador, Diretor da Conselho de Jovens Empresários da Associação Comercial do Estado do Pará (2009-2013), Presidente do Sindicato dos Administradores do Estado do Pará (2013-2016), Diretor do Instituto de Estudos Sustentáveis e Tecnológicos da Amazônia, Professor da Faculdade Estácio de Castanhal. Especialista em Gestão de Empreendimentos Agroindustriais – Universidade do Estado do Pará.

Raffael Amado, Universidade Estácio de Sá

Publicitário e professor, formado pela Faculdades integradas Ipiranga (2007), Mestrando em Administração e desenvolvimento Empresarial Pela Faculdade Estácio de Sá; Especialista em Gestão Penitenciaria pela Faculdade do Pará (2012), Especialista em Marketing pela Faculdade do Pará (2010). Foi Diretor de Criação da Ecrã - comunicação; Atendimento Publicitário da VERODESIGN-Comunicação. Atualmente é professor do Curso Superior de comunicação Social da Faculdade Estácio do Pará, Curso de Design de Moda de Faculdade Estácio do Pará e do curso de Design Gráfico de Faculdade Estácio do Pará; Coordenador da Agencia Experimental de Publicidade e Propaganda (CARBONO) da FACULDADE ESTÁCIO DO PARÁ. 

Haslã Duda , Universidade Estácio de Sá

Profissional da área contábil realizou trabalhos de Consultoria e Auditoria, professor no Cursos de Ciências Contábeis e Administração desde 2006. Atuou na coordenação de curso de 2007 a 2012 em duas IES, realizando o trabalho de captação e retenção de alunos, além de contratação e gerenciamento dos professores e produzindo documentos para reconhecimento e autorização de curso. Entre 2012 a 2014 fui coordenador de curso presencial e EAD. Nos últimos 4 anos exerceu trabalho de Diretor de campus de um grande grupo educacional do Brasil desenvolvendo gestão de metas para captação e retenção de alunos, além da gestão administrativa e de pessoas, também realizando trabalhos de autorização e reconhecimento de curso, credenciamento e recredenciamento de IES e buscando junto as coordenações de curso melhores indicadores acadêmicos em especial o ENADE

Antonio Golçalves, Universidade Estácio de Sá

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1985), mestrado em Engenharia de Produção pela COPPE - Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990) e doutorado em Engenharia de Produção pela COPPE - Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004). Atualmente é professor do programa de Mestrado em Administração da Universidade Estácio de Sá e chefe da área de Tecnologia de Informação do Instituto Nacional do Câncer. Foi Gerente de Processos e Sistemas de Bancos e Seguradoras. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Gestão de Operações e Tecnologia de Informação. Autor de vários artigos nacionais e internacionais, livros e capítulos de livros na área de atuação. Orientou várias pesquisas concluídas de pós graduação stricto sensu. Intercâmbio no Memorial Sloan Kettering Cancer Center (New York, USA). É membro ativo do European Working Group on Operational Research Applied Health Services (ORAHS). É membro do comitê de Pesquisa de Iniciação Científica da UNESA. Bolsista de produtividade em pesquisa da UNESA. Possui Projeto de auxílio a Pesquisa aprovado pela FAPERJ (APQ1). 

Downloads

Publicado

2021-07-01

Edição

Seção

Artigos