Discurso doente: Bolsonaro e covid-19

Autores

Palavras-chave:

Discurso, Jair Bolsonaro, Política, Covid-19, Vida nua

Resumo

A proposta do artigo é de analisar um dos pronunciamentos oficiais do presidente brasileiro Jair Messias Bolsonaro sobre a covid-19, segundo a perspectiva de Michel Foucault sobre discurso. A partir de então, a fala presidencial será analisada em interface às considerações de Hannah Arendt e outros autores sobre política e espaços público e privado, reconhecendo o quanto o seu pronunciamento está em desacordo com a proposta dos autores sobre os assuntos levantados. No pronunciamento de Bolsonaro há evidências de signos antipolíticos, além da ascensão de perspectivas privadas em detrimento da ação política.

Biografia do Autor

Muriel Emídio Pessoa do Amaral, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Pós-doutorando em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), bolsista Capes. Mestre e doutor em Comuniação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp/Bauru), doutorado sanduíche em Estudos Culturais pela Universidade de Aveiro (Portugal).

Downloads

Publicado

2021-01-01

Edição

Seção

Artigos