As correlações de forças na gestão escolar na comunidade indígena.

Desafios e dilemas

Autores

Palavras-chave:

Indigenous School, Correlations of Forces, School management

Resumo

A pesquisa teve como objetivo refletir sobre as correlações de forças instauradas na gestão escolar, em uma Escola indígena no município de Canguaretama, no estado do Rio Grande do Norte. A metodologia esteve pautada na abordagem qualitativa e o estudo de caso, como técnica de pesquisa. Os dados foram coletados através da entrevista semiestruturada com 5 profissionais da Escola. Como resultados, foi possível perceber que a comunidade do Catu vivenciou momentos de lutas e de tensões para alcançar a eleição de diretores escolares, no entanto, essa conquista não foi alcançada, devido o poder da política local.

Biografia do Autor

Creusa Ribeiro da Silva Lelis, Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Paraíba. Professora do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, campus Canguaretama, Canguaretama- Rio Grande do Norte.

Givanildo da Silva, Universidade Federal de Alagoas

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Paraíba. Professor do Centro de Educação da Universidade Federal de Alagoas, campus A. C. Simões, Maceió-Alagoas. Integrante do grupo de pesquisa Gestão e Avaliação Educacional (GAE/UFAL/CNPq).

Downloads

Publicado

2021-01-01

Edição

Seção

Artigos