A dieta de mídia e o rádio na ruralidade. O rural em rede

Autores

Resumo

A partir de pesquisa de campo, revisão de literatura e extração de dados secundários de pesquisas nacionais de comunicação, este artigo visa a caracterizar a dieta de mídia na ruralidade, com especial atenção ao veículo rádio no cotidiano do interior brasileiro. O estudo empírico foi realizado na Zona da Mata mineira, contemplando-se dois municípios, Pedra Bonita e Juiz de Fora. Foram aplicados questionários junto a estudantes de escolas de ensino médio e seus familiares. Percebe-se que o campo experimenta uma realidade que pode ser denominada de rural em rede, a partir do paradigma contemporâneo de comunicação, colocando-se o rádio no dia a dia dos rurais como uma mídia a mais no cardápio informacional que a contemporaneidade digital oferta à sociabilidade hodierna, inclusive no interior.

Biografia do Autor

Kátia Fraga, Universidade Federal de Viçosa

Doutora em Extensão Rural e professora de Jornalismo da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Ana Louise de Carvalho Fiúza, Universidade Federal de Viçosa

Doutora em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; pós-doutora em Ciências Sociais pela Universidade do Minho (Portugal); e professora do Departamento de Economia Rural da UFV.

José Antonio Martinuzzo, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutor em Comunicação, pós-doutor em Mídia e Cotidiano, pesquisador e professor da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Downloads

Publicado

2020-09-03

Edição

Seção

Artigos