Da educação para as mídias ao letramento midiático e informacional

Trânsitos e diálogos na consolidação de um campo

Autores

Palavras-chave:

Letramento Midiático e Informacional, Educomunicação, Educação para as mídias, Cidadania

Resumo

Neste artigo, buscamos recuperar o histórico do debate em torno da relação entre Mídia e Educação, a partir dos anos 1980, por meio de uma revisão bibliográfica dos documentos produzidos pela Unesco e pela Comunidade Europeia, bem como daqueles filiados à Educomunicação. Considerando as novas configurações da comunicação, da cultura e da política, apontamos, ainda, os desafios atuais do campo. Por fim, refletimos sobre as dificuldades para a implementação no Brasil de currículos voltados ao letramento midiático e informacional, na perspectiva colocada pela nova Base Nacional Comum Curricular, tendo em vista a falta de políticas voltadas à formação de professores nesta disciplina e a baixa confiabilidade da mídia profissional num cenário de polarização.

Biografia do Autor

Carla Felix, Universidade Federal Fluminense

Professora do Departamento de Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano da Universidade Federal Fluminense (PPGMC/UFF) e coordenadora do Curso de Jornalismo da mesma instituição. Doutora e mestra em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ), realizou sua pesquisa de pós-doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). É jornalista formada pela UFF. Lidera o grupo de pesquisas Mídias, redes e jovens. Email: carlabaienses@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

2021-01-01

Edição

Seção

Artigos