Pedagogias Culturais: Flutuações entre o Aprender, o Jogar e o Empreender

Autores

Palavras-chave:

Comunicação e Educação; Mídia e Educação; Pedagogias Culturais; Neoliberalismo.

Resumo

Circunscrito aos Estudos Culturais, este artigo problematiza os discursos e representações presentes entre três artefatos: os filmes AntZ e Bee Movie e o jogo eletrônico League of Legends. Percebe-se deslocamento e articulação para e com um discurso empresarial neoliberal. Assim, enquanto em AntZ há uma oposição ao antigo modelo de gestão social inspirado no fordismo, hierárquico e rígido, o empreender-se é celebrado em Bee Movie no prisma do imediatismo, da flexibilização e do inovar-se constantemente, o que igualmente se infere nas representações do League of Legends.

Biografia do Autor

Leonardo Moura Campani, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Mestrabdo em Educação

Mestrando (bolsista CAPES-PROEX) em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Possui Especialização em Estudos Culturais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2018) e graduação em História pela Universidade Luterana do Brasil (2013). Integrante do Grupo de pesquisa EBRAMIC- Educação no Brasil: memória, instituições e cultura escolar (CNPq). Tem experiência na área de Educação e atua principalmente nos seguintes temas: jogos digitais, artefatos culturais e ensino de História.

Audrei Rodrigo Pizolati, UNISINOS/Doutorando em Educação

É doutorando e mestre em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), bolsista CAPES/Proex (2016-2018 e 2018-2022). Cursou História Bacharelado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) (2016-trancado) e possui graduação em Licenciatura plena em História pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA/2009-2013), na qual foi bolsista do Programa Universidade para Todos (ProUni). Participou do Grupo de Estudo e Pesquisa em Inclusão (GEPI/UNISINOS/CNPq) (2016-2018) e, atualmente, integra o Grupo Interinstitucional de Pesquisa em Docências, Pedagogias e Diferenças (GIPEDI/UNISINOS/CNPq) (2019-Atual). Ao que concerne as perspectivas teóricas e metodológicas às quais se circunscrevem suas pesquisas, destaca-se o campo da História Intelectual, mais precisamente à intersecção entre a História da Ciência e a História da Educação. Ademais, os Estudos de Gênero pós-estruturalista, os Estudos Foucaultianos e os Estudos das Políticas Educacionais, articuladas às técnicas de Análise Documental, de Análise de Conteúdo e de Análise Discursiva, incorrem quanto ao escrutínio das materialidades elegidas. Acerca dos objetos de análises aferidos, denota-se o discurso médico-eugênico e o eugenismo no Brasil; a maternidade, à docência e a mulher novecentistas (condução e subjetivação do corpo); o neossujeito, o neoliberalismo e à educação (políticas e discursividades) no hodierno (relações sociais, de trabalho e de consumo).

Downloads

Publicado

2021-01-01

Edição

Seção

Artigos