Movimentos artísticos urbanos venezuelanos e seu poder educomunicacional

Autores

Palavras-chave:

Movimentos artísticos urbanos, Territorialidades, Educomunicação, Circuito da arte, Venezuela

Resumo

A presente investigação objetivou compreender como os movimentos artísticos urbanos venezuelanos comunicam suas proposições. Para tanto, foram realizadas pesquisas nas redes sociais e análise das narrativas escritas e visuais dos coletivos venezuelanos: MURALeja, Urbano Aborigen e Ksa La Tribu. Com base na análise das narrativas, organizamos quatro categorias: Aproximação e conceituação da Arte Urbana; Coletivos de Arte Urbana; Circuito da Arte: Produção, Recepção, Cultura Viva e Financiamento; Produções Artísticas. Na análise ficou evidente a necessidade de compreender os conceitos de Territorialidades, Educomunicação e Circuito da Arte para demonstrar as relações de resistência e poder baseadas nos movimentos artísticos urbanos.

Biografia do Autor

Leila Adriana Baptaglin, UFRR

Pós-doutora em Filosofia e Ciências Humanas em Nuestra América (Decanato de Educación Avanzada – VZ); Doutora em Educação (UFSM – BR); Professora efetiva do Curso de Licenciatura em Artes Visuais (UFRR – BR).

Downloads

Publicado

2021-07-01

Edição

Seção

Artigos