Três poéticas do tempo

Autores

  • Ronaldo Auad Moreira

Palavras-chave:

Temporalidade;. Semiótica Peirceana;. Arte Contemporânea

Resumo

O presente artigo compreende a questão da temporalidade inscrita na Teoria Geral dos Signos, de Charles Sanders Peirce, questão desdobrada por Lúcia Santaella em seus estudos sobre os processos sígnicos que se realizam na contemporaneidade. Este artigo tem como objetivo apresentar como os estudos de Santaella têm contribuído para a elaboração de análises da produção de artistas contemporâneos brasileiros. As três análises compreendidas
em Três poéticas do tempo falam, principalmente, do tempo próprio da obra de arte e da disponibilidade de seus intérpretes em aceitarem ou não sua morosidade ou rapidez. Estas análises foram norteadas pelos conceitos peirceanos de objeto e interpretante.

Downloads

Publicado

2021-06-29

Edição

Seção

Artigos